Marvim Click



Vamos começar o ano trazendo um assunto super importante em tempos de Febre digital onde o celular se tornou alvo dos olhares constantes, muitos empreendedores quando pesquisando sobre marketing digital em sites e blogs relacionados se depararam com banners da Marvim Click Digital super atrativos.

O que faz com que muitos destes empreendedores venham visitar nosso site, se qualificar para receber informativos e se tornaram clientes, por estarmos no lugar certo, na hora certa para o público certo.


Além disso a constante exibição de seu negócio nos canais certos de assuntos relacionados podem gerar um branding enorme elevando a sua autoridade no seu segmento, vamos entender mais um pouco sobre a Rede de Display!


Atualmente, a maioria das empresas prima por estar presente não só em sites de busca, mas também em outros sites com temas relevantes para obter maior destaque e ser lembrado constantemente. Desta forma, percebemos que muitos usuários do Google Adwords configuram em uma mesma campanha, a Rede de Pesquisa e Display. Porém, para obtermos um melhor resultado em ambas, o ideal é que as campanhas sejam criadas e trabalhadas separadamente, já que as redes funcionam de maneiras distintas. A Rede de Pesquisa do Google é focada em palavras-chave, ou seja, o usuário está ativamente buscando pelo que procura. Os anúncios são exibidos tanto nas páginas de resultado de pesquisa do Google quanto nas páginas de resultados de outras propriedades da rede.

Além disso, os anúncios serão segmentados com base no termo de pesquisa digitado. Por outro lado, a Rede de Display é formada por um conjunto de sites parceiros do Google em que os anúncios podem ser exibidos em formato de texto, gráfico, em vídeo ou rich media.


Neste caso, o foco não está presente nas palavras-chaves, e sim no tema (contexto) gerado por elas. Os anúncios, neste caso, serão impressos por meio de correspondência com canais selecionados específicos, ou com base em públicos-alvo específicos que você deseja atingir. Resumindo, para uma campanha focada em Rede de Pesquisa, as palavras-chaves selecionadas devem ser bem específicas para que o resultado da busca seja o mais efetivo possível. Por outro lado, para a Rede de Display palavras mais genéricas (desde que reflitam um contexto relacionado ao que pretende ser divulgado) funcionam melhor. Vamos entender melhor com este exemplo prático Um usuário do Google Adwords possui uma empresa que fabrica tijolos em Curitiba e gostaria de criar uma campanha específica para a Rede de Pesquisa e uma para a Rede de Display. Qual seria a melhor configuração para estas campanhas? 1) Rede de Pesquisa: focar em palavras-chaves específicas em relação ao seu negócio/produto. Neste caso, os tipos de tijolo que a empresa comercializa são uma boa escolha. Ex: tijolo maciço, tijolo refratário, tijolo de vidro, tijolo furado 2) Rede de Display: focar palavras-chaves que tenham uma relação contextual ao produto/serviço que está sendo divulgado. Ex: artigos para construção, alvenaria, construção civil, obras

OBS: Lembrando que estas palavras-chave servirão apenas para que o sistema gere temas específicos e imprima os anúncios na rede de sites parceiros do Google. Estas palavras-chaves poderão ser utilizadas na Ferramenta de Segmentação Contextual do Adwords. Esta ferramenta tem a função de gerar grupos de palavras-chave para as campanhas da rede de Display. Estes grupos são usados para mostrar os anúncios em páginas da web relevantes incluídas na Rede de Display do Google.

Como usar a segmentação por canal, os formatos de anúncio rich media e os lances de CPM

  • Segmentação por canal

Com a segmentação por canal, você seleciona "canais", ou seja, websites específicos ou seções de sites da Rede de Display do Google em que sua campanha pode ser exibida. Você pode selecionar sites com base em tópicos específicos ou no público-alvo que deseja alcançar. Você também pode escolher qualquer site que satisfaça seus critérios de branding. A ferramenta Planejador da Rede de Display pode ajudar você a ter ideias para segmentação por canal. Basta inserir alguns detalhes sobre seu cliente, como seus interesses e os sites que ele normalmente visita, e o Planejador da Rede de Display gera uma lista de ideias de segmentação por canal.


  • Formatos de anúncio

Como uma das principais metas de uma campanha de engajamento da marca é interagir com o público-alvo, sugerimos o uso dos formatos de anúncio rich media. Com a Rede de Display do Google, você pode alcançar os clientes com anúncios de texto, mas também pode testar uma variedade de formatos mais visuais, como imagens estáticas, animação HTML5 e vídeo.


  • Estratégia de lances

O objetivo das campanhas de engajamento da marca é aumentar a exposição da sua marca em sites relevantes. Os lances de CPM geralmente são uma ótima opção para esse tipo de campanha, pois você pode definir lances diretamente com base nas metas de desempenho que estipulou para sua campanha.

Aumentar o reconhecimento da marca


A finalidade de uma campanha de engajamento da marca é gerar conhecimento e associações positivas com sua empresa e seus produtos e serviços. Um cliente pode interagir com a sua marca de diversas maneiras, como assistindo a vídeos, jogando, navegando no seu website ou comunicando-se com outros clientes.


Se você tem interesse em aumentar o reconhecimento da sua marca, a Rede de Display do Google oferece a oportunidade de se conectar com os clientes no momento certo e de exibir seu anúncio em milhares de websites de todo o mundo. Você pode usar a segmentação por canal no Google AdWords para ajudar a alcançar um público-alvo relevante para sua marca, usando formatos de anúncios rich media e lances de CPM (custo por mil impressões.


As campanhas de engajamento da marca ajudam

  • Aumentar as interações com a sua marca.

  • Criar associações mais positivas à sua marca.

  • Aumentar a lealdade com a marca alcançando seu público-alvo.

  • Motivar os clientes a interagir com a sua marca e os produtos associados a ela.


Empresas que têm como meta manter um contato mais direto com o seu público, aumentar as suas vendas e manter esse relacionamento para além das conversões, não podem abrir mão do Inbound. É por isso, portanto, que resolvemos trazer no artigo de hoje, razões para você adotar o Inbound Marketing nos negócios

O papel do SEO

É estatístico. O número de acessos provenientes de links de buscas orgânicas (via Google, por exemplo) é muito mais expressivo do que o de anúncios pagos. A explicação é óbvia: as pessoas tendem a se interessar mais pelo que aparece para elas quando fazem uma busca do que pelo conteúdo apresentado a elas sem que haja uma solicitação.

Facilidade para identificar o público-alvo

Que tal focar a sua comunicação em um público mais propenso a adquirir seus produtos ou serviços? Isso é possível com o Inbound Marketing, uma vez que esta estratégia impacta quem tem chances mais reais de se transformar em leads, realizar conversões e se fidelizar na sequência. Pra que perder tempo com um público aleatório se você pode focar em quem mais interessa para o seu negócio?

A força do conteúdo relevante

Dê o devido valor ao conteúdo de qualidade. É isso que vai aproximar o seu público da sua marca. É isso que fará com que essas pessoas, espontaneamente, falem de suas boas experiências com o seu negócio. Lembre-se: um conteúdo relevante potencializa o seu relacionamento com o seu público e faz dele promotor da sua empresa.


Blogs e o aumento do tráfego para o site

Que tal aumentar em 55% o tráfego para o seu site? Isso é possível a partir do momento em que você resolve manter um blog. A força de um conteúdo neste canal é fundamental para alavancar os acessos para o seu site, local onde as conversões acontecem. Se uma de suas metas é aumentar o relacionamento dos usuários com a sua marca, não abra mão de um blog com um conteúdo de qualidade e relevante para a sua audiência. Isso fará toda a diferença.

Por falar em blog…

Para muitas empresas, a maioria dos contatos de clientes vem de blogs. Mais uma razão para investir nesse canal de relacionamento para o seu negócio.

Redes sociais: grandes aliadas

Assim como o blog, as redes sociais são parceiras das empresas quando o assunto é divulgação. A presença nas redes sociais, principalmente no Facebook, é essencial para aumentar o alcance das publicações e, sobretudo, para estreitar o relacionamento com clientes em potencial. É impossível pensar num plano estratégico sem incluir as redes sociais. A força desses canais digitais é fundamental para quem dá valor ao contato direto com o público e entende que isso fortalece esse relacionamento. Mais forte do que elas, só o blog.

Impossível descartar o Inbound

A necessidade de uma comunicação mais direta com o público-alvo tem tornado o Inbound Marketing cada vez mais indispensável. O poder agora, mais do que nunca, está nas mãos dos potenciais clientes. São eles que decidem o que querem ou não querem ver, quais empresas lhes interessam e por que tipo de conteúdo querem ser impactadas.


Se antes, com o Outbound, a comunicação era mais invasiva e apenas unilateral, isto é, do lado das empresas, agora ela vem de ambas as pontas, uma vez que o público assumiu a função ativa de buscar algo que, para ele, é relevante. É por isso que o Inbound é tão necessário. É isso o que faz da estratégia indispensável no processo de atrair, converter e fidelizar clientes.


Sabemos que a era digital está de uma vez por todas difundida em nosso cotidiano e com isso todas suas facilidades no envio e recebimento de informações e devemos nos beneficiar disto, saiba como:


1. Quando uma pessoa faz uma pesquisa na internet para se informar sobre determinado serviço, produto entre outras situações e encontra uma fonte que atende suas necessidades de conhecimento sobre o mesmo, ela provavelmente vai passar a acompanhar seu conteúdo e muito provavelmente poderá se tornar um cliente.


2. Quando você nutri os pesquisadores com informações que definem o real valor do seu produto, serviço ou negócio sem intenção de venda, com isso seu conteúdo vai atrair o público correto e converter novas vendas.

Mais e mais as pessoas têm incluído o acesso à internet nos seus hábitos cotidianos, o que significa que a internet se mostra um terreno cada vez mais fértil para divulgar os produtos e serviços para empresas.


Engana-se quem pensa que o usuário da internet está disposto a clicar em qualquer banner piscando nas laterais do sites que acessa. Acostumado a fazer buscar pelas informações de forma independente, obter o engajamento dos usuários está cada vez mais difícil, uma vez que tendo inúmeras possibilidades, as pessoas optam por acessar conteúdos que agreguem valor para elas.

É neste contexto que o Marketing de Conteúdo tem-se mostrado uma estratégia bastante eficiente para atrair e fidelizar os usuários.


Mas o que é marketing de conteúdo, afinal?

O Marketing de Conteúdo é uma nova estratégia de marketing que tem por objetivo atrair e reter a atenção do público através da criação de conteúdos considerados relevantes. De forma resumida, a estratégia funciona assim:

As empresas buscam atrair visitantes e transformá-los em leads através do compartilhamento de informações que são consideradas valiosas pelo público-alvo.


Esses leads continuam recebendo informações relevantes até que estejam prontos para compra. Diferente do Marketing Convencional, no Marketing de Conteúdo, os diferentes estágios do funil de compras são considerados e o cliente não tem a percepção de que a empresa está forçando a venda.

Os futuros clientes vão sendo alimentados com informações e no momento em que se sentirem preparados, irão procurar a empresa para fazer o fechamento do negócio.


Razões para adotar essa estratégia

Menos incisiva do que a maioria das estratégias de marketing que foram sendo utilizadas até então, o Marketing de Conteúdo mostra-se a ferramenta mais eficiente para atingir esse novo perfil de cliente, que são os usuários da internet.

Isso porque é realizada uma profunda análise desse público-alvo e cada persona, com seus desafios, necessidades, desejos e características recebe um conteúdo que se encaixa perfeitamente às suas demandas.


Além de atrair o público para o fechamento do negócio, um dos objetivos do Marketing de Conteúdo é torná-lo fiel a ponto de fazer recomendações da empresa. Essas recomendações além de serem novas oportunidades de negócio, acabam melhorando a reputação da empresa.


Como fazer?

Os conteúdos podem ser disponibilizados em blogs, redes sociais como Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram, etc. Outra estratégia bastante utilizada é a criação de uma landing page, na qual um conteúdo, como um E-book, é disponibilizado em troca de informações cadastrais.


Tenha em mente que todo o conteúdo precisa ser criado pensando nas personas em que ele vai atingir, personas estas, que precisam ser devidamente mapeadas.

O uso de palavras-chave é de grande importância, uma vez que é a partir dessas palavras que muitos usuários vão encontrar os conteúdos da sua empresa nos mecanismos de busca, como o Google.


Outra ferramenta bastante utilizada nesses conteúdos, são as Call-to-Actions, que incentivam as pessoas que estão navegando em seu site a executarem alguma ação.

Por fim, o marketing de conteúdo é uma estratégia que certamente veio para ficar.



Posts Recentes
SIGA

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades direto em seu email